Dharma – Annie Besant

R$9,00

Apenas 1 em estoque

REF: 2000000000034 Categoria Tag:

Descrição

Três conferências pronunciadas na oitava reunião anual da Sociedade Teosófica, Seção Hindu, realizada em Varanasi (Benares) nos dias 25, 26 e 27 de outubro de 1898.

Dharma é um termo sânscrito, que tecnicamente significa dever. Caracteriza-se em cada indivíduo pelo seu grau de desenvolvimento interno, mais a lei que determina o seu desenvolvimento no período evolutivo posterior. Praticamente é a filosofia de conduta, que o Cânone budista define como a Lei Sagrada. Cada indivíduo tem o seu Dharma específico, inerente à sua natureza interna e, portanto, inalienável.

Por isso proclama Shri Krishna a Seu discípulo Arjuna num dos momentos mais cruciais de sua vida: "Mais vale cumprir o próprio dever (Dharma), embora sem mérito, do que o alheio com toda a perfeição. Preferível é morrer no cumprimento de seu próprio dever, porque o alheio está cheio de perigos" (B. Cita 111:35).

Essa natureza interna, colocada pelo nascimento físico num meio favorável ao seu desenvolvimento, é o que modela a sua vida exterior, que se expressa por meio de pensamentos, palavras e ações. Por isso acentua a autora no texto: "O primeiro que se há de compreender bem é que o Dharma não é uma coisa exterior, tal como a lei, a virtude, a religião ou a justiça; é a lei da vida que flui e modela à sua própria imagem tudo o que é exterior a ela". Por outras palavras, é tornar-se o indivíduo externamente o que ele realmente é internamente. De maneira semelhante, cada nação, cada. religião, tem o seu Dharma, a sua tónica a vibrar no concerto de suas co-irmãs do mundo.

Código de barras/código interno: 2000000000034
Tradução de Hugo Mader
Editora: Pensamento
Acabamento: Brochura
Número de páginas: 85
Estado de conservação: Regular/Bom. Grifos a caneta.
Tipo: Usado

Informação adicional

Peso 0.11 kg
Dimensões 20 x 13 x 1 cm