Livraria e Sebo Strabelli
Novos, usados, antigos, esgotados e raros.

R$ 19,00
Foto não disponível

Estrela distante

Roberto Bolaño

Código: 2204210142354 Quantidade: 1

Este produto é Usado. Estado de conservação: Ótimo.

Tradução de Bernardo Ajzenberg.

Folha de São Paulo, 2012, 1ª edição, ISBN 9788579490606, Acabamento em Brochura com capa dura, medindo 1.5x14x21. Peso: 0.3kg.

Assunto: ficção chilena

Coleção Literatura Ibero-Americana - Vol. 14

George Steiner, crítico que Roberto Bolaño admirava, propôs como emblema da imbricação entre cultura e barbárie a imagem do funcionário nazista que, durante o dia, trabalha num campo de extermínio e, à noite, recolhe-se aos seus aposentos para ler Goethe ou escutar Bach. Bolaño, que sabia que o nazismo, embora derrotado em 1945, talvez jamais desaparecesse do mundo, publicou em 1996 um livro no qual transpunha da Europa a seu continente natal a constatação de Steiner: A literatura nazista na América era o seu título.

No último capítulo, resumia, em poucas páginas, a história do infame Ramírez Hoffman, poeta de vanguarda e torturador a serviço do governo de Pinochet. Na novela Estrela distante, do mesmo ano, retomou, com fôlego mais amplo, a figura de Hoffman, que então se chama Carlos Wieder – em alemão, "outra vez": modo de nomear a persistência do nazismo como eterno retorno ou compulsão à repetição, "mal absoluto" (isto é, recorrente, perpétuo, infernal) sempre a nos ameaçar.

Eduardo Sterzi - Colaborador da Folha